Ver todos os posts
Publicado em Publicado em

O Sino da Comunicação

Categoria

KNOL

Partilhar

Para além de ainda ser usado nos dias de hoje em vários sítios como as Igrejas, o sino é muito usado diariamente no mundo digital. A história tem milhares de anos, mas o propósito do seu uso é o mesmo nos dias de hoje.

Está exposto na Casa-Museu Regional de Oliveira de Azeméis um sino que, apesar de pequeno, tem uma enorme importância histórica.

Ao longo dos milénios, o sino foi tendo várias formas, funções e aplicações, no entanto o objetivo sempre foi o mesmo: alertar e comunicar, através do som emitido. Inventado na China há cerca de 4.600 anos atrás para marcar as horas e avisar os trabalhadores no fim do turno de trabalho, o sino foi-se propagando pelo mundo ao longo dos tempos, tendo vários tipos de usos, como por exemplo instrumentos musicais, sinalização das horas nas torres das igrejas e hoje em dia é também um sinal de alerta e notificação no mundo digital.

O sino de mesa – apresentado na imagem – foi um objeto muito utilizado até há bem pouco tempo, maioritariamente usado pela respeitável classe média-alta, que tinha vários criados, governantas e mordomos. Este pequeno objeto, inventado no século XVIII, facilitava a comunicação por toda a casa ajudando na organização das tarefas domésticas. Por esta razão, o sino de mesa rapidamente se difundiu pelo mundo.

No presente, o sino de mesa caiu em desuso, no entanto modernizou-se e pode ser facilmente encontrado nos pequenos ecrãs que nos acompanham diariamente. Seja num tablet, num telemóvel ou computador, conseguimos encontrar este símbolo em quase todos os sites e redes sociais por onde navegamos, sendo a sua função a mesma: chamar, notificar, alertar!

Tal como o nobre senhor à mesa abanava o sino para chamar e alertar os criados que necessitava de algo, o Facebook, por exemplo, também tem um sino no topo da página do telemóvel para nos alertar de algo, lembrar de algum evento ou chamar a nossa atenção de algum comentário ou gosto na página do nosso perfil.

São atualmente vários os sons emitidos por estes novos sinos digitais, para além dos números que habitualmente os acompanham, indicando a quantidade de notificações. Com o evoluir dos tempos, as formas e aplicações dos sinos foram variando, mas a sua importância e utilidade manteve-se a mesma: alertar e comunicar!

Conheça e experiencie outros símbolos antigos valiosos nos dias de hoje visitando Museus. Se passar pela cidade da sede da nossa empresa, visite a Casa-Museu Regional de Oliveira de Azeméis.

Ver todos os posts