Ver todos os posts
Publicado em Publicado em

Marketing Glocal

Marketing Glocal

Categoria

KNOL

Partilhar

O Marketing Glocal é uma excelente estratégia para empresas que estão em vários pontos do mundo e pretendem ser líderes em todos os mercados onde operam.

As estratégias de Marketing têm um papel importante para o sucesso das empresas.

As empresas multinacionais encontram-se com a dificuldade para definir a melhor estratégia de Marketing, visto que estão presentes em vários países com diferentes culturas. Deste modo, as empresas debatem entre si sobre quais devem ser as melhores estratégias para atingir o seu público-alvo.

Optando por uma estratégia a nível global, definem uma estratégia para a empresa e implementam de igual forma em todos os países onde a marca está presente. Nestes casos, podem atingir o insucesso devido à diferente cultura entre países. Por outro lado, podem optar por uma estratégia definida localmente, onde é implementada uma estratégia diferente em cada mercado onde está inserida. Nestes casos, a imagem da marca pode variar de país para país. Por último, temos o Marketing Glocal.

O que é o Marketing Glocal?

Uma estratégia de Marketing Glocal é quando uma empresa pensa globalmente e age localmente. Isto é, apesar do posicionamento a nível global, adaptam os seus produtos, preço, comunicação ou distribuição de acordo com as culturas dos mercados onde operam. Deste modo, as empresas podem garantir uma vantagem competitiva em relação à concorrência nesses mercados.

Um dos primeiros exemplos de Marketing Glocal foi realizado pela Barbie. Quando a Barbie atingiu o pico de vendas nos EUA e optaram pela internacionalização, criaram mais de 40 nacionalidades para a Barbie, destinada aos diferentes países onde a marca se pretendia inserir. Existia a Barbie loira, para países europeus, a Barbie de pele morena, para países africanos, a Barbie com olhos rasgados, destinada a países asiáticos, entre outras.

Em relação, às cadeias de Fast Food, podemos utilizar como exemplo o McDonald’s que tem o seu posicionamento a nível global, no entanto adapta os seus produtos localmente. Por exemplo, no Brasil vendem água de côco, na Holanda cerveja e em França vinho, por outro lado não vendem hambúrgueres de carne de vaca na Índia. O Burger King chegou mesmo a alterar o seu nome, na Austrália é o Hungry Jack’s. Isto aconteceu devido ao facto de quando o Burguer King decidiu entrar no mercado Australiano, já existia uma cadeia de “take away” com o seu nome.

No mercado automobilístico também podemos verificar alguns exemplos de estratégias de Marketing Glocal. Algumas marcas chegam a ter que alterar o nome de alguns modelos em determinados mercados devido a diversos fatores. A Toyota foi obrigada a alterar o nome do seu MR2 em França, devido ao significado de quando se lê o nome do modelo na língua Francesa. A Hyundai realizou uma estratégia idêntica com o Kona, em Portugal foi lançado como Kauai. Outro exemplo, é o da Mitsubishi que em Espanha foi obrigada a lançar o seu jipe Pajero como Montero, devido ao significado de “pajero” na língua Espanhola.

Para as empresas multinacionais terem sucesso em todos os mercados em que operam, por vezes, é necessário realizar alterações ou adaptações às diferentes culturas, estando sempre em consenso com o posicionamento da marca. Tal como acontece nas estratégias de Marketing Glocal. Por isso, estas estratégias têm uma elevada importância para que as empresas consigam ter sucesso com a mesma marca em mercados no qual as culturas são completamente distintas, sem que a imagem da marca se altere.

Na LOBA desenvolvemos estratégias de marketing e comunicação, tal como criamos e gerimos marcas, através do branding, da comunicação e da promoção da marca. Nunca esquecendo de para quem interagimos, compreendendo a cultura e a forma como a marca será percebida no mercado.

Ver todos os posts