Ver todos os posts
Publicado em Publicado em

Da Moeda ao Comércio Eletrónico

Categoria

KNOL

Partilhar

As transações comerciais foram-se adaptando ao longo dos séculos conforme a sociedade e a tecnologia evoluíram. A forma como se pensa e se faz negócio acompanhou esta evolução e, se noutros tempos se faziam pagamentos com mercadorias e moedas, hoje fazemo-lo no telemóvel sem sair de casa.

Esta é uma moeda da época romana (séc. IV), cunhada em França, que foi encontrada em 1946 no Castro de Ul (Oliveira de Azeméis), um sítio arqueológico com ocupação desde a Idade do Bronze até à Alta Idade Média. No anverso (ou num dos lados) da moeda está representada a face esquerda de Roma e no reverso a Loba Capitolina, alimentando os gémeos Rómulo e Remo, numa clara alusão à fundação da cidade de Roma (1).

À medida que as sociedades e as comunidades foram evoluindo, as próprias trocas comerciais também se foram adaptando. As primeiras comunidades faziam trocas diretas de bens entre si.

Apenas mais tarde começam a ser usados metais cunhados aos quais se atribui um valor equivalente aos bens transacionados, aproveitando-se a circulação da moeda para difundir, muitas vezes, mensagens políticas e de poder. A utilização das moedas veio revolucionar a circulação de valor pois permitiu uma maior portabilidade de valores comerciais.

A própria circulação de pessoas, cada vez em maiores distâncias, fez com que fosse necessário transportar maiores quantidades de valor. A necessidade de portabilidade de valor continuou a evoluir e surgiu a moeda em forma de papel: as notas.

 

Mas a evolução não ficou por aqui.

Conforme aumenta a portabilidade de dinheiro, também aumenta o valor a transportar. Daqui surgem os bancos onde se pode guardar dinheiro em troca de um comprovativo de que ele se encontra lá armazenado. Aumentam também os valores a transacionar e a forma como são feitas as transações também inovam. Surgem os cheques e, com a evolução tecnológica e a inovação digital, surgem no séc. XX os cartões como forma de pagamento.

 

Nos dias de hoje.

Presentemente presenciamos uma revolução ainda maior. Surgiram novos pontos de venda e as principais marcas usam plataformas de e-commerce como mais um canal de venda, ou até como principal e único canal. Passamos de um estado em que nos dirigíamos a uma superfície comercial e interagíamos com um lojista, para um estado em que nos basta usar um telemóvel a efetuar uma compra online a qualquer hora, e em qualquer lugar. Os sites de comércio eletrónico disponibilizam métodos de pagamento online, como o paypal, ou integrações com outros métodos de pagamento. Os próprios bancos souberam adaptar-se aos novos tempos e disponibilizam aos seus clientes ferramentas de home banking.

 

Os métodos de pagamento online vieram ajudar as marcas a posicionarem-se de uma forma global.

Ter uma loja online permite ter a sua montra disponível para todo o mundo com custos menores. O paradigma da compra e venda mudou: quem compra não precisa de sair de casa e quem vende não precisa de estar atrás do balcão. Torna-se, por isso, imperativo para as marcas disponibilizarem formas de pagamento online. Devido à presença global, e juntamente com as integrações de pagamento online, é possível efetuar as transações eletrónicas em diferentes divisas.

Sobre moedas e transações, o assunto mais em voga são as criptomoedas. A criptomoeda é uma moeda virtual baseada em criptografia e destinada a transações na internet. As principais características das criptomoedas são a descentralização de entidades reguladoras, anonimato das transações e a segurança devido aos modelos criptográficos e matemáticos que lhes estão associados (2).

Algures no primeiro milénio, moedas como a da fotografia, foram usadas por todo o império romano até chegarem ao Castro de Ul. Hoje compramos e pagamos a partir de um telemóvel, e já se usa dinheiro virtual. E amanhã, como será?

Evolução do comércio eletrónico com previsão para 2020. (3)

(1) Sara Almeida e Silva, Casa Museu Regional de Oliveira de Azeméis 
(2) https://pplware.sapo.pt
(3) https://selfstartr.com

 

Ver todos os posts