Ver todos os posts
Publicado em Publicado em

Como comunicamos nas redes sociais dos Projetos Europeus?

Categoria

Projetos Europeus

Partilhar

Na LOBA, há 8 anos que somos os líderes da disseminação e comunicação de um vasto número de Projetos Europeus. Contamos já com um número bem redondo: 20!

Como líderes de um aspecto tão importante dos Projetos Europeus – a comunicação – temos que estar focados em partilhar os nossos resultados e usufruir da melhor maneira de uma ferramenta que nos dias de hoje se torna imprescindível para quase tudo: as redes sociais.

A comunicação dos projetos inicia-se com o seu planeamento e tem a mesma duração que o projeto em si. Ao longo deste tempo, vamos promover as suas atividades, progresso e resultados, adotando medidas estratégicas e específicas.

Para conseguirmos comunicar os nossos projetos da melhor maneira, precisamos de:

Analisar, selecionar e descrever as atividades e resultados a serem comunicados, com a ajuda de todo o consórcio;

Definir públicos-alvo que possam estar interessados em fazer parte de atividades/eventos dos projetos ou que potencialmente usufruirão dos nossos resultados;

Escolher ferramentas relevantes para os divulgar de acordo com o interesse/necessidades dos públicos-alvo definidos.

Considerar o tipo de linguagem e formato de divulgação (vídeos, factsheets, infográficos) tendo em conta o tipo de públicos-alvo. Não nos dirigimos a políticos da mesma forma que nos dirigimos a estudantes e esse é um fator que deve ser refletido na maneira como comunicamos. 

Nas redes sociais, o objetivo passa por divulgar as atividades e resultados que surjam ao longo do projeto de uma forma orientada através de canais de disseminação eficazes. Nos Projetos Europeus, utilizamos sobretudo o TWITTER, o LINKEDIN e o FACEBOOK, destacando-se o TWITTER como a rede com maior dinâmica e afluência por parte dos públicos que seguem os Projetos Europeus em geral.

O uso destas redes no âmbito dos Projetos Europeus:

Facebook: Uma página no Facebook permite que seja construído um grupo de seguidores e, desta forma, seja feito o cruzamento entre os seus interesses e os conceitos e atividades do projeto. 

Linkedin: O LinkedIn permite ter uma abordagem mais institucional para a disseminação dos projetos.  A criação de uma página no LinkedIn permite impulsionar discussões profissionais e especializadas sobre questões de interesses comuns.

Twitter: O Twitter permite uma comunicação rápida e eficaz. É bom para monitorizar a evolução e o progresso de outros projetos e iniciativas relacionadas.

Em todas as publicações é relevante identificar os perfis da Comissão Europeia (por exemplo @CORDIS_EU/ @EU_H2020/ @EuropeanCommission/ @BBI2020/ @biconsortium / @EUScienceInnov) para que possam estar a par de tudo aquilo que é realizado durante o projeto, para seguirem todo o progresso dos projetos em termos de “conquistas” e apoiar-nos na divulgação de todas estas informações através do “sharing” (partilhas)  e “retweeting”.

Alguns exemplos do que é importante partilhar nas redes sociais dos projetos passam por posters, conferências e/ou eventos nos quais vamos estar presentes ou até simplesmente cooperar, factsheets e ainda vídeos, tudo desenvolvido e implementado pela equipa LOBÁTICA.

É de extrema importância também a interação com outros projetos ou iniciativas relacionadas e de objetivos similares, através da partilha de conteúdos, não só de resultados de projeto, mas também de curiosidades, notícias e conteúdos acessíveis e de interesse geral para públicos que seguem os temas relacionados com os nossos projetos (como por exemplo, bioeconomia e sustentabilidade, tecnologias de informação, ou tópicos sociais e até financeiros como crowdfunding, entre outros).

A equipa de Projetos Europeus faz todos os dias o melhor possível para espalhar o nome dos projetos e da LOBA por toda a Europa como uma referência na comunicação e disseminação de projetos. O trabalho, esforço e dedicação não vem só da equipa dos Projetos Europeus, mas sim de toda a equipa LOBA. CEOs, departamento administrativo, gestores de projeto, designers e programadores: é graças a todos que vamos mantendo e melhorando cada vez mais o nosso nível de exigência e qualidade na forma como comunicamos os resultados dos projetos que tanto gosto nos dão a fazer.

Agora, é continuar a trabalhar como sempre fizemos, com esforço e muita dedicação, E QUE VENHAM MAIS PROJETOS EUROPEUS!

 

O Horizonte 2020 – Programa-Quadro Comunitário de Investigação & Inovação, com um orçamento global superior a 77 mil milhões de euros para o período 2014-2020, é o maior instrumento da Comunidade Europeia especificamente orientado para o apoio à investigação, através do cofinanciamento de projetos de investigação, inovação e demonstração. O apoio financeiro é concedido na base de concursos em competição e mediante um processo independente de avaliação das propostas apresentadas.

Ver todos os posts